> História

O Grupo Media Capital foi criado em 1992, com a sua atividade assente maioritariamente na área de imprensa, iniciada em 1989, com o jornal “O Independente”.

Em 1997, a atividade do Grupo expandiu-se, com a aquisição das rádios Comercial e Nostalgia. Entre 1998 e 1999 é adquirida a quase totalidade do capital da TVI, altura em que a estação começa a melhorar a sua rentabilidade de forma significativa. Entre 1999 e 2003 o Grupo expandiu as suas operações de rádio, entrou no mercado de publicidade em Outdoor (negócio que alienou no final de 2007) e lançou a sua área de Internet, com a criação do portal IOL em 2000.

A entrada no capital do Grupo na NBP em 2001, e o seu controlo no ano seguinte, consolidou o negócio de televisão como um todo, com a aposta estratégica na ficção portuguesa como conteúdo televisivo de sucesso da programação da TVI. Em 2003 a Media Capital entrou na área da distribuição cinematográfica (atividade descontinuada no final de 2011) através de uma parceria com a Castello Lopes e da edição discográfica com a criação da MC Entertainment e a aquisição da Farol Música.

O ano de 2004 marcou o início de uma nova fase na vida do Grupo com a entrada da empresa em bolsa e o consequente aumento de visibilidade. Em 2005 o Grupo Prisa tomou uma importante participação na Media Capital, tendo passado a assumir a sua gestão executiva desde então. Em 2007 e na sequência de duas OPA’s, o Grupo Prisa passou a deter a quase totalidade do capital da empresa.

No ano de 2008 a Media Capital alienou a área de imprensa à Progresa (empresa do Grupo Prisa) e, no final do ano, adquiriu a Plural Espanha que, juntamente com a NBP, deu origem à Plural Entertainment, uma das maiores produtoras internacionais em língua Portuguesa e Espanhola, reforçando assim a sua forte aposta na produção e distribuição de conteúdos diferenciadores e de qualidade. O Grupo Prisa está atualmente presente em 22 países, sendo um dos principais grupos de comunicação, informação, educação e entretenimento em Espanha, Portugal e na América, o que lhe permite extrair importantes sinergias para a sua atividade.