> Resultados anuais de 2017 (pt)

27/02/2018

 No ano em que comemora 25 anos, o Grupo Média Capital apresenta os resultados anuais de 2017, nos quais reforça a sua liderança nos Media nacionais em termos de quota e rentabilidade, com conteúdos próprios e em português

 

  • Em 2017, o resultado líquido do Grupo subiu 4%, atingindo € 19,8 milhões.

 

  • Por seu turno, o EBITDA alcançou os € 40,1 milhões, recuando 3% face a 2016. Todavia, o esforço de redução de gastos de 5% permitiu obter uma margem de 24,2%, 0,4pp acima dos 23,9% verificados no ano anterior.

 

  • Os rendimentos consolidados de publicidade no ano de 2017 recuaram 2% face a 2016. De destacar, contudo, que no último trimestre se verificou uma recuperação de 3%.

 

  • Não obstante um entorno de mercado publicitário difícil, o segmento de Televisão registou uma melhoria da margem EBITDA, de 23,6% para 24,2%. A TVI manteve a liderança de audiências em televisão, registando em 2017 uma média de quota de audiência de 21,0% e de 24,7%, no total do dia e no horário nobre, respetivamente. A diferença face ao segundo canal mais visto foi de 3,9pp no primeiro caso e de 3,1pp no último. A liderança da TVI em audiências mantém-se quando a leitura destas é feita por grupos de canais (que inclui os canais TVI, TVI24, TVI Ficção e TVI Reality), com 23,8% no total do dia e 27,2% em horário nobre, mais 3,1pp e 2,5pp do que o segundo grupo de canais com maior audiência, não obstante a TVI dispor um menor número de canais.

 

  • O segmento de Rádio voltou a aumentar a publicidade e o EBITDA, o qual ascendeu a € 6,5 milhões, atingindo uma margem recorde de 35,1%. É de destacar o reforço das audiências, com uma quota média de 36,4% em 2017 vs 34,9% em 2016, suportado pela liderança da Rádio Comercial nas manhãs e pela continuada subida da m80.

 

  • São vários os motivos de orgulho quanto aos conteúdos produzidos pelo Grupo em 2017: (i) as grandes reportagens de investigação, feitas por jornalistas da TVI ao serviço de uma informação independente, credível e rigorosa; (ii) a ficção líder e (iii) o entretenimento inovador.

 

  • A este respeito, o Grupo continua a aposta estratégica na produção audiovisual em português, através da Plural, na criação de conteúdos próprios e na aquisição de formatos de sucesso internacional, como é o caso de “Pesadelo na Cozinha”. “Apanha se Puderes” é um bom exemplo do que foi feito internamente, já que liderou, desde o seu lançamento, num horário de programação historicamente difícil.

 

  • Por fim, é de destacar o facto da Média Capital cumprir as múltiplas regulações e códigos que abrangem a sua atividade, ao mesmo tempo que suporta uma carga de impostos e taxas, diretos e indiretos, superior à média nacional. O Grupo Média Capital demonstra uma preocupação contínua em promover e desenvolver a identidade e qualidade nacional dos conteúdos, prestando um verdadeiro serviço público e um inegável contributo para o desenvolvimento da atividade de produção, com a contratação direta e indireta de um elevado número de profissionais da indústria audiovisual.